top of page

IBS realiza nova rodada de atendimentos de manejo nutricional pelo Projeto Cooplaf Leite


O consultor do IBS destaca a importância do planejamento forrageiro


O Instituto BioSistêmico (IBS) vem realizando mais uma rodada de atendimentos de manejo nutricional do rebanho leiteiro, percorrendo as 100 propriedades atendidas no Projeto Cooplaf Leite, em assentamentos do município de Terenos, no Mato Grosso do Sul.


Iniciados no dia 21/02, os atendimentos, que seguem até o dia 20/03, estão sendo realizados pelo engenheiro agrônomo Edson José Strapação, integrante da equipe de consultores do IBS neste projeto.


De acordo com Edson, o planejamento forrageiro é uma ferramenta importante para o produtor rural porque consiste em utilizar o excedente de produção de volumoso no período chuvoso, seja através da pastagem ou de capineira.


É dessa forma, segundo ele, que é possível garantir uma alimentação adequada, com qualidade e em quantidade necessária para atender as exigências nutricionais do rebanho durante o ano todo.


“Com esse excedente de volumoso pode ser feito feno ou silagem que devem ser armazenados para o período da seca, quando geralmente há diminuição da oferta de alimentação aos animais”, explica o engenheiro agrônomo.


No Mato Grosso do Sul, as chuvas costumam ser mais frequentes entre a primavera e o verão. Portanto é nesse período, que os produtores devem concentrar os esforços na produção de volumoso, preparando-se para o período de estiagem que é mais comum entre o outono e o inverno, nesta região.



Área de braquiária em propriedade atendida no projeto


Com os atendimentos de manejo nutricional do rebanho realizados desde 2022 pela equipe do IBS no Projeto Cooplaf Leite, os produtores estão mais familiarizados com o planejamento forrageiro e com outras estratégias que visam uma nutrição equilibrada e balanceada dos animais.


Sobre o projeto


O Projeto Cooplaf Leite foi concebido pelo Instituto BioSistêmico com o objetivo principal de promover o desenvolvimento da pecuária leiteira junto aos cooperados da Cooperativa Agrícola Mista da Pecuária de Corte e Leiteira e da Agricultura Familiar (Cooplaf), entidade com sede no município de Terenos, no estado de Mato Grosso do Sul, na região Centro-Oeste do Brasil.


Executada pelo IBS, a iniciativa conta com apoio de recursos da Fundação Zoetis e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) do estado do Mato Grosso do Sul. Também é contemplado com o apoio institucional e acadêmico da Unimar – Universidade de Marília.


Esse é mais um projeto de pecuária executado pelo Instituto BioSistêmico que usa a metodologia CheckMilk, que conta com uma plataforma com sistema de gestão e aplicativo para as equipes técnicas e para os produtores. O sistema facilita a gestão do projeto e o aplicativo auxilia o produtor no dia a dia, como um suporte, uma extensão da consultoria do IBS que pode ser acessada a qualquer hora na palma da mão.

コメント


bottom of page